contabilistas-do-futuro - o Jornal Económico -. José Pedro Farinha

Os Grandes Desafios da Contabilidade para 2022

O Jornal Económico - 26 novembro 2021

Os grandes desafios da contabilidade para 2022 prendem-se com a perceção da importância e do valor acrescentado ao utente da informação financeira.

Hoje em dia, os contabilistas concentram grande parte do seu esforço no processamento da informação e no output fiscal da mesma, consumindo uma parte significativa do seu tempo em preenchimento de declarações fiscais e parafiscais.

O contabilista tem que assumir de uma vez por todas o papel de consultor, de organizador ou até embaixador de informação útil para o suporte à decisão, esta informação deve ser ágil, completa e compreensível. Há muito tempo que a contabilidade deixou de ser um sistema numérico de classificação da informação dentro de um código de contas, hoje a contabilidade assenta em dois paradigmas que se complementam, a base económica das operações e a utilidade da informação, o que permite um conjunto significativo de opções quando se fazem juízos de valor sobre o reconhecimento das operações na contabilidade, isso implica que o consultor (contabilista) tenha conhecimento do negócio em questão e tempo para pensar qual o melhor enquadramento contabilístico.

Então o desafio passa por termos contabilistas sempre atualizados, habilitados e conhecedores das evoluções legislativas e digitais, acompanhar a transição digital é essencial de forma a libertar tempo de tarefas administrativas e redundantes para que se possam concentrar na análise da informação e na discussão da mesma com os decisores. Assim, a contabilidade passará a assumir o verdadeiro papel da linguagem dos negócios em vez de assumir o de coleta dos impostos.

Sendo que o papel da segurança fiscal e da análise das melhores opções fiscais continuarão sempre a assumir-se muito importantes no trabalho dos contabilistas, mas mais uma vez na reflexão e análise normativa e não no cumprimento de obrigações declarativas. O desafio será mesmo esta mudança paradigmática relativamente à profissão, com implicações significativas na forma de estar, na forma como formamos e qualificamos os nossos recursos, na forma como escolhemos os investimentos necessários para tirarmos partido da tecnologia, e da forma como asseguramos a perceção de valor criada pela consultoria em contabilidade.

José Pedro FARINHA  
CEO da Viseeon Portugal
jose.farinha@viseeon.com

VEJA AQUI A PUBLICAÇÃO